Máx 21º / Mín 9º

   

Notícias
 
04/05/2019
Prefeito Sebastião Campos assina Decreto contra aumento da tarifa da Sanepar

Foi homologadono último dia 15, um reajuste de 12,13% na tarifa de água e esgoto, serviço concedido pela Companhia de Saneamento do Paraná - Sanepar. Inconformados com o aumento aplicado pela Sanepar e que atinge diretamente o bolso dos consumidores, em Reserva do Iguaçu, o Prefeito Sebastião Campos requisitou a Procuradoria Jurídica da Prefeitura Municipal estudos acerca do caso, antes de adotar qualquer medida.

Segundo o Prefeito “Após reunião com a Procuradoria Geral do Município discutimos e analisamos todas as implicações de uma possível recusa do Município quanto ao aumento da tarifa da Sanepar. Após as análises, a nossa Procuradoria nos assegurou quanto a oposição a esse reajuste. Assim, editamos um Decreto Municipal determinando a suspensão do aumento da tarifa de 12,13 no município." 

Para o Prefeito, o reajuste da tarifa de água está muito acima da inflação, pois penaliza e sobrecarrega o consumidor, retirando das famílias reservenses dinheiro que poderia circular no próprio comércio local. “Em Reserva do Iguaçu isso representaria muito, diante das dificuldades do comércio municipal”, declarou Sebastião.

Acionada para falar sobre o assunto, a Procuradora do Município, Dra. Zuleica Roveda, declarou que “Não há dúvida de que o aumento pretendido pela Sanepar é consideravelmente elevado. Falo isso não apenas como servidora pública, mas também como consumidora. Repassar a população um reajuste acima da capacidade de pagamento das pessoas e acima dos índices inflacionários é sacrificar ainda mais o consumidor. Quanto aos Município se oporem ao reajuste, penso que está bastante claro que cabeao ente municipal homologar o valor da tarifa, pois este atua como poder concedente da exploração do serviço de fornecimento de água e saneamento e, por conseguinte, válida é a recusa a aplicação do reajuste."   


Entenda o caso:


A Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Infraestrutura do Paraná (Agepar) homologou, no último dia 15, um reajuste de 12,13% na tarifa de água e esgoto, pedido pela Companhia de Saneamento do Paraná - Sanepar. Vem sendo bastante debatido no Estado inteiro que o valor está bem acima do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de maio de 2018 a abril de 2019, que foi de 4,3%.

A data na qual o reajuste entrará em vigor depende da homologação da Agepar. Segundo a assessoria da Sanepar, o reajuste pode ser aplicado 30 dias após a respectiva homologação. O aumento vale para 346 dos 399 municípios atendidos pela Sanepar. Cabe lembrar que no ano passado, o reajuste repassado ao consumidor foi bem menor, ficando em 5,12%. 

Claudio Stabile, presidente da Sanepar, juntamente com o Diretor-Presidente da Agepar, João Bresolin Araújo, foram à Assembleia Legislativa do Paraná terça-feira (23), para explicar aos deputados como foi calculado o reajuste na tarifa.

O aumento que a Sanepar quer repassar aos consumidores, apesar de representar mais do que três vezes a inflação do período - que, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), ficou em 3,75% -, era para que o reajuste fosse ainda maior. No requerimento encaminhado à Agepar, a Sanepar requisitou um aumento de aumento de 22,73%.

A situação está sendo discutida inclusive no âmbito judicial. Aguardamos por um desfecho justo do assunto, no qual o consumidor não seja ainda mais sacrificado com o aumento da tarifa.

 
ACESSO RÁPIDO
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Última atualização do site: 19 de Setembro de 2019 - 16:44

Todos os direitos reservados © 2019.

Endereço
Av. 4 de setembro, 614
Bairro: Centro - Reserva do Iguaçu/PR

CEP: 85195-000

Horário de Atendimento
Manhã das 08h às 11:30h
Tarde das 13h00 às 17h00

Telefones
(42) 3651-8000

E-mail
gabinete2017pmri@gmail.com.br